Direito Trabalhista

Por Tércio Souza - A LEI GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS (LGPD) – LEI nº. 13.709/2019, A ADEQUADA CUSTÓDIA DE DADOS PESSOAIS NA RELAÇÃO DE EMPREGO E O DEVER DE INDENIZAR DO EMPREGADOR

Vivenciamos um momento histórico em que a hiperconexão, por meio da internet, é apontada como uma insofismável realidade. De fato, jamais o ser humano esteve tão exposto, e tão continuamente, por meio dos mais diversos equipamentos às conexões derivadas da internet. Desde telefones pessoais, computadores, celulares, tv´s, rádios, relógios, geladeiras, até mesmo carros, bicicletas, patinetes, casas, prédios públicos e privados, hospitais, prisões, indústrias, absolutamente tudo está de algum modo conectado na rede mundial de computadores. Todos somos informados acerca de tudo e todos, mediante poucos cliques ou, às vezes, independente de qualquer ação.

Por: Tercio Roberto Peixoto Souza Atualizado: 25/10/2019 11:34

Faça seu cadastro

Crie uma conta e tenha acesso a conteúdos ilimitados!

Fazer Cadastro

Já tem cadastro?

Acesse sua conta no portal Trabalho em Debate e tenha acesso a todos os conteúdos.

Acessar

Tercio Roberto Peixoto Souza

Advogado. Procurador do Município do Salvador. Presidente do Instituto Bahiano de Direito do Trabalho – IBDT e membro do Instituto dos Advogados da Bahia - IAB. Associado da Associação Baiana dos Advogados Trabalhistas - ABAT. Pós-Graduado em grau de Especialista em Direito Público pela Universidade Salvador - UNIFACS. Mestre em Direito pela Universidade Federal da Bahia - UFBA. Professor do Curso de Pós Graduação da Universidade Salvador - UNIFACS. Professor do Curso de Pós Graduação da Faculdade Baiana de Direito - FBD. Professor convidado da Escola Superior de Advocacia da OAB/BA - ESA. Professor convidado da Escola Judicial do TRT da 5ª Região- EMATRA5.

Últimas notícias

Notícias

Empregada atropelada no primeiro dia de emprego não receberá indenização

A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho julgou improcedente o pedido de uma empregada da Pincéis Atlas S.A., de Sapucaia do Sul (RS), de recebimento de indenização por danos morais e estéticos e de pensão mensal em decorrência de acidente de trânsito sofrido no trajeto casa-empresa no primeiro dia de emprego. A Turma entendeu que o acidente não teve relação com o trabalho, o que afasta a responsabilidade do empregador. Fonte: www.tst.jus.br

Notícias

Jovem trabalhador rural que perdeu a perna em acidente tem indenização aumentada

18/10/19 - A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho aumentou o valor da reparação por danos morais e estéticos de um jovem de 21 anos que teve a perna direita amputada em acidente de trabalho causado em virtude de negligência do empregador. O valor, arbitrado pelo juízo de segundo grau em R$ 40 mil para a compensação por dano moral e em R$ 30 mil por dano estético foi majorado para R$ 50 mil e R$ 70 mil, respectivamente.

Notícias

Pensão devida a filhos de frentista morto deve se limitar a 2/3 do salário

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho limitou a pensão mensal a ser paga pelo posto de combustível Neves e Cia. Ltda., de Brumado (BA), aos filhos de um frentista morto durante assalto ao posto a 2/3 da remuneração do empregado. Para a Turma, a indenização por danos materiais deve ter como base o último salário, deduzida a parcela relativa a gastos pessoais do empregado.

Notícias

Filha de técnico falecido só receberá metade dos valores devidos ao pai

A Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho decidiu que a filha de um técnico em infraestrutura só tem direito a receber 50% dos valores devidos pela Araújo Abreu Engenharia S.A. em razão da extinção do contrato por morte do empregado. A decisão foi fundamentada na Lei 6.858/1980, segundo a qual os dependentes habilitados na Previdência Social receberão em cotas iguais os valores que o empregado deveria receber em vida do empregador. Como a viúva também é dependente, a filha só receberá o equivalente à metade dos créditos.

Ver mais notícias

Receba conteúdos exclusivos

Instituto Trabalho em Debate 2019 - © Todos direitos reservados